O livro Questões sobre Doutrina, publicado em 1957 nos EUA, foi o mais polêmico da história recente da IASD; entenda o porquê.

Erros sobre: 1. A definição de pecado 2. A natureza humana de Cristo 3. Quando a expiação se encerra e 4. A autoridade de Ellen G. White. A segunda parte da palestra se dedica a uma carta que Ellen G. White escreveu a um obreiro na Tasmânia, onde ela faz afirmações sobre a natureza de Jesus, e que tem sido mal-utilizada pelos pré-lapsarianos.

Áudio

 

Download Apostila

Talvez ficou a seguinte dúvida após o seminário: afinal, Jesus tinha ou não tinha as más tendências?

Ele não tinha inclinação para a corrupção (Baker). Jesus nunca teve as “más propensões” Comentário Bíblico vol. 5 p. 1128  Propensões herdadas” tornam-se “más propensões” apenas após cessão à tentação.
Em inglês diz: “coming as he did, as man, with all the tendencies to which man is heir…”
“vindo, do modo como Ele veio, como homem, com todas as tendências das quais o homem é herdeiro” Carta K-303, 1903, 8 anos após a carta a Baker.

Ou seja, ele tinha as tendências herdadas, mas não tendências más, inclinação para a corrupção. Colocando na vida prática: digamos, hipoteticamente, que a vó de Maria foi prostituta, e então conforme o segundo mandamento essa tendência se estende até a terceira e quarta geração. Assim, Jesus teria uma tendência herdada de ter pensamentos sensuais, contra a qual teve que lutar. Além de todas outras tendências das quais o homem é herdeiro. Isso seria tendência herdada. Já a má propensão é se eu respirei muito futebol quando juvenil, e agora tenho esta tendência de ficar pensando em futebol, ou o cheiro de cigarro é mais tentador para um ex-fumante do que para alguém que nunca fumou.

Jesus “Tomou a natureza humana e carregou as enfermidades e degenerescências da raça humana” DT 39.2 “Cristo tomou sobre Si as #fraquezas da humanidade degenerada.” DTN 72.1

Não pode estar se referindo a fome, sede e cansaço pq Adão tmb tinha isso antes da queda. Não pode ser uma degenerescência. Veja abaixo que Jesus também tinha degeneração moral:

“Por quatro mil anos a raça estivera a decrescer em forças físicas, vigor mental e moral; e Cristo tomou sobre Si as fraquezas da humanidade degenerada. Unicamente assim podia salvar o homem das profundezas de sua degradação.” – {DTN 72.1}

Repare que há uma omissão de uma palavra na tradução sobre a humanidade de Cristo.

Como está: “Por quatro mil anos a raça estivera a decrescer em forças físicas, vigor mental e moral; e Cristo tomou sobre Si as fraquezas da humanidade degenerada.” DTN 72.1

Certo: “Por quatro mil anos a raça estivera a decrescer em forças físicas, vigor mental e valor moral; e Cristo tomou sobre Si as fraquezas da humanidade degenerada.” DTN 72.1 Repare que a versão híbrida não é possível. É um pacote.

Jesus criança ???? por que não pecou? Ele já “nasceu convertido, a natureza divina já habitava na carne caída e pecaminosa:

“Cristo venceu cada tentação do inimigo porque nele divindade e humanidade estavam combinados (…) A pergunta a fazer à alma é, ‘sou eu um participante da natureza divina, representado por ser nascido de novo?'” Signs of the Times 26/09/1982

ST September 26, 1892, par. 4