Eu não costumo divulgar mensagens de Rodrigo Silva, mas esse trecho julguei ser seguro e bem pertinente para nós da verdade presente na IASD.

A probabilidade é alta de João Batista ter sido educado no deserto não sozinho, mas acompanhado até certo ponto pelos essênios, um grupo de judeus ultra-conservadores, que viviam no deserto da Judeia se alimentando de maneira vegetariana, com bastante alfarrobas. Também praticavam o banho do batismo.

Sendo fundado por sacerdotes que saíram da obra mas não renunciaram à fé judaica, os pais de João Batista teriam escolhido o lugar certo para acompanhar o jovem em sua missão: uma escola de “dissidentes”. Veja como João e Jesus usaram trechos dos escritos de Qmran. 

WhatsApp chat