Na época de Ellen White, líderes e membros confessavam publicamente falhas pessoais, sim pessoais. Como no filme O que Poderia Ter Sido. Isso causava uma comoção e quebrantamento do orgulho na congregação. O que isso deve nos ensinar hoje? Queremos receber a chuva serôdia? Há necessidade de uma quebrantamento, especialmente entre nós líderes? Temos coisas a confessar?

“Marcamos ainda outra reunião para as dez horas da manhã do dia seguinte. Falei sobre a humilhação e glorificação de Cristo. O irmão Ball sentou-se próximo a mim e chorou durante todo o tempo em que eu falava. Preguei por cerca de uma hora, e então começamos nosso trabalho com os jovens. Os pais vieram à reunião trazendo os filhos consigo para serem abençoados. O irmão Ball se levantou e fez humilde confissão, dizendo que não vivera como deveria diante de sua família. Confessou aos filhos e à esposa que estivera em apostasia, e que não fora de nenhum auxílio, antes um estorvo, a eles. As lágrimas fluíam copiosamente. Sua vigorosa estrutura estava abalada e soluços embargavam-lhe a voz.” – {T1 660.1}

Teremos reunião social de confissões no próximo congresso congressomv.org

Apresentação PowerPoint

Voltar ao Blog Inscrição Congresso MV

WhatsApp chat