O executivo lançou, há alguns dias, o projeto de lei (texto completo abaixo) que visa regulamentar a educação domiciliar no Brasil. Chega em momento oportuno, poucos meses após o STF ter negado a uma família adventista ensinar sua filha em casa

Se trata de uma vitória importante. Damos graças a Deus por isso e damos graças a família Bolsonaro. Este projeto de lei, para valer, ainda precisa ser aprovado pelo legislativo.

Traz, porém, em sua esteira, alguns requisitos que são preocupantes, como a obrigatoriedade de carteira de vacinação atualizada. Há pais conscienciosos que preferem não aplicar vacinas, ouça esta palestra do MV sobre o assunto.

Outra coisa: a cada ano será necessário participar de provas, a partir do segundo ano do fundamental. Isso leva à necessidade de alfabetização precoce, especialmente para meninos. Segundo Joshua White, a idade de alfabetização deve ser de 8 para meninas e 10 para meninos. Ver vídeo legendado ou com tradução ao vivo, mais comprido.

O artigo 10 diz que o ensino deve ser “conforme as diretrizes nacionais curriculares.” Existe razão para preocupação aqui também, visto que há matérias com conteúdo proibido pela profetisa Ellen G. White, como a leitura de escritores incrédulos. Matérias de evolucionismo e biologia, e muitas coisas não-essenciais nas demais matérias. Diz a serva do Senhor: “Então, não se perca mais tempo demorando nas muitas coisas não essenciais e que não têm importância quanto às presentes necessidades do povo de Deus. Não se perca mais tempo em exaltar homens que não conhecem a verdade, ‘pois o tempo está às portas'” T6 130.1. Ela tem mais a dizer sobre o “molde dos mestres do mundo”, “livros que não levam a Deus”. 

Foi pensando nisso que está para ser lançado, pela família Matias (conheça aqui, áudio) a plataforma Educação Domiciliar Adventista (EDA). A família Matias opera uma escola particular no Rio de Janeiro há anos. O serviço pago oferecerá apoio a pais que matricularem seus filhos na rede pública de educação domiciliar. A filosofia é a da “verdadeira educação”, amplamente tematizada no MV e explanada neste e-book Estudos em Educação Cristã, de Sutherland.

PROJETO DE LEI conforme consta em http://estaticog1.globo.com/2019/04/11/PLEDUCAODOMICILIAR.pdf

Dispõe sobre o exercício do direito à educação domiciliar, altera a Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990, que dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. O CONGRESSO NACIONAL decreta:

Art. 1º Esta Lei dispõe sobre o exercício do direito à educação domiciliar no âmbito da educação básica.

§ 1º A educação domiciliar consiste no regime de ensino de crianças e adolescentes, dirigido pelos próprios pais ou pelos responsáveis legais.

§ 2º A educação domiciliar visa ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho, nos termos do disposto no art. 205 da Constituição.

Art. 2º Os pais ou os responsáveis legais têm prioridade de direito na escolha do tipo de instrução que será ministrada a seus filhos.

§ 1º É plena a liberdade de opção dos pais ou dos responsáveis legais entre a educação escolar e a educação domiciliar, nos termos do disposto nesta Lei.

§ 2º É dever dos pais ou dos responsáveis legais que optarem pela educação domiciliar assegurar a convivência familiar e comunitária, nos termos do disposto no caput do art. 227 da Constituição e no caput do art. 4º da Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990 – Estatuto da Criança e do Adolescente.

Art. 3º Fica assegurada a isonomia de direitos entre os estudantes em educação escolar e os estudantes em educação domiciliar.

§ 1º A isonomia estende-se aos pais ou aos responsáveis legais dos estudantes em educação domiciliar, no que couber.

§ 2º Fica assegurada aos estudantes em educação domiciliar a participação em concursos, competições, avaliações nacionais instituídas pelo Ministério da Educação, avaliações internacionais, eventos pedagógicos, esportivos e culturais, incluídos àqueles em que for exigida a comprovação de matrícula na educação escolar como requisito para a participação.

§ 3º O acesso de que trata o § 2º é condicionado à formalização da opção pela educação domiciliar nos termos do disposto no art.

4º. Art. 4º A opção pela educação domiciliar será efetuada pelos pais ou pelos responsáveis legais do estudante, formalmente, por meio de plataforma virtual do Ministério da Educação, em que constará, no mínimo: I – documentação de identificação do estudante, na qual conste informação sobre filiação ou responsabilidade legal; II – documentação comprobatória de residência; III – termo de responsabilização pela opção de educação domiciliar assinado pelos pais ou pelos responsáveis legais; IV – certidões criminais da Justiça Federal e da Justiça Estadual ou Distrital; V – plano pedagógico individual, proposto pelos pais ou pelos responsáveis legais; e VI – caderneta de vacinação atualizada.

§ 1º O período regular de cadastro será preferencialmente de dezembro a fevereiro.

§ 2º O processo de cadastramento observará regulamento específico, observados os critérios mínimos de apresentação do plano pedagógico individual.

§ 3º A conclusão do processo de cadastramento, após análise e aprovação do Ministério da Educação, gerará para o estudante uma matrícula que comprovará, para todos os efeitos, a opção pela educação domiciliar.

§ 4º O cadastro na plataforma virtual de que trata o caput será renovado anualmente pelos pais ou pelos responsáveis legais, com a inclusão do plano pedagógico individual correspondente ao novo ano letivo e dos demais documentos que forem necessários.

§ 5º O Ministério da Educação disponibilizará dados referentes à educação domiciliar aos órgãos competentes, conforme regulamento.

§ 6º O Ministério da Educação disponibilizará a plataforma virtual de que trata o caput no prazo de até cento e cinquenta dias, contado da data de publicação desta Lei.

§ 7º Enquanto não estiver disponível a plataforma virtual para a realização do cadastro, as famílias terão assegurado o seu direito de exercer a educação domiciliar.

Art. 5º Os pais ou os responsáveis legais que optarem pela educação domiciliar manterão registro periódico das atividades pedagógicas do estudante. Parágrafo único. O registro será realizado conforme ato do Ministério da Educação e fará parte da supervisão da educação domiciliar.

Art. 6º O estudante matriculado em educação domiciliar será submetido, para fins de certificação da aprendizagem, a uma avaliação anual sob a gestão do Ministério da Educação.

§ 1º A certificação da aprendizagem terá como base os conteúdos referentes ao ano escolar correspondente à idade do estudante, de acordo com a Base Nacional Comum Curricular, com possibilidade de avanço nos cursos e nas séries, nos termos do disposto na Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996.

§ 2º As avaliações anuais serão aplicadas a partir do 2º ano do ensino fundamental, preferencialmente no mês de outubro. § 3º Na hipótese de não comparecimento do estudante à avaliação, os pais ou os responsáveis legais justificarão a ausência.

§ 4º Para as hipóteses de ausência justificada, a avaliação será reaplicada em data definida em ato pelo Ministério da Educação.

Art. 7º Na hipótese de o desempenho do estudante na avaliação de que trata o art. 6º ser considerado insatisfatório, será oferecida uma prova de recuperação.

§ 1º A prova de recuperação será aplicada em data a ser definida em ato pelo Ministério da Educação.

§ 2º Na hipótese de não comparecimento do estudante à prova de recuperação, os pais ou os responsáveis legais justificarão a ausência. § 3º Para as hipóteses de ausência justificada, a prova de recuperação será reaplicada em data a ser definida em ato pelo Ministério da Educação.

Art. 8º O Ministério da Educação apresentará calendário de aplicação das avaliações de que tratam os art. 6º e art. 7º.

Art. 9º O Ministério da Educação regulará a cobrança de taxa para fins de custeio das avaliações e estabelecerá as hipóteses de isenção de pagamento.

Art. 10. Caberá aos pais ou aos responsáveis legais, durante o processo de ensino e de aprendizagem, monitorar de forma permanente o desenvolvimento do estudante, conforme as diretrizes nacionais curriculares.

Art. 11. É facultado às instituições públicas e privadas, escolhidas pelos pais ou pelos responsáveis legais, oferecer ao estudante em educação domiciliar avaliações formativas ao longo do ano letivo.

Art. 12. Fica vedada a educação domiciliar nas hipóteses em que o responsável legal direto estiver cumprindo pena pelos crimes previstos: I – na Lei nº 8.069, de 1990 – Estatuto da Criança e do Adolescente; II – na Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006; III – no Título VI da Parte Especial do Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 – Código Penal; IV – na Lei nº 11.343, de 23 de agosto de 2006; ou V – na Lei nº 8.072, de 25 de julho de 1990.

Art. 13. Os pais ou os responsáveis legais perderão o exercício do direito à opção pela educação domiciliar nas seguintes hipóteses: I – quando o estudante for reprovado, em dois anos consecutivos, nas avaliações anuais e nas provas de recuperação; II – quando o estudante for reprovado, em três anos não consecutivos, nas avaliações anuais e nas recuperações; III – quando o aluno injustificadamente não comparecer à avaliação anual de que trata o art. 6º; ou IV – enquanto não for renovado o cadastramento anual na plataforma virtual, nos termos do disposto no art. 4º.

Art. 14. A Lei nº 9.394, de 1996, passa a vigorar com as seguintes alterações: “Art. 5º ………………………………………………………………………………………….. § 1º ………………………………………………………………………………………………. ………………………………………………………………………………………………………. II – fazer-lhes a chamada pública; e III – zelar, junto aos pais ou aos responsáveis, pela frequência à escola para os estudantes matriculados em regime presencial. ………………………………………………………………………………………………” (NR) “Art. 6º É dever dos pais ou dos responsáveis: I – efetuar matrícula das crianças na educação básica a partir dos quatro anos de idade; ou II – declarar a opção pela educação domiciliar, nos termos da lei.” (NR)

Art. 15. A Lei nº 8.069, de 1990 – Estatuto da Criança e do Adolescente, passa a vigorar com as seguintes alterações: “Art. 55. Os pais ou os responsáveis têm a obrigação de: I – matricular seus filhos ou seus pupilos na rede regular de ensino; ou II – declarar a opção pela educação domiciliar, nos termos da lei.” (NR)

Art. 16. As despesas decorrentes do disposto nesta Lei correrão à conta de dotação orçamentária consignada anualmente ao Ministério da Educação, observados os limites de movimentação, de empenho e de pagamento da programação orçamentária e financeira anual.

Art. 17. Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. Brasília, PL-EDUCAÇÃO DOMICILIAR(L10)

Assine Novidades de Educação Domiciliar Adventista

* indicates required

 


Desbravadores: Objeções

Desbravadores: Objeções

Antes de abraçar a verdade presente, eu Daniel cheguei a ser líder master de desbravadores, minha esposa líder. Do que vimos até 2010, posso dizer que tem elementos que desaprovamos: 1. Competição. EGW Desde os tenros anos da criança consiste [a educação atual] num...

Novidades MV – Dezembro 2021

Novidades MV – Dezembro 2021

00:00 Abertura00:09 Itinerário visita03:16 Abacaxi e banana04:53 Blog MV05:11 Dois EGW fortes06:49 Vixe08:16 Videoconferências08:59 China09:35 Enxada suada 202109:48 Real digital10:06 COP Metano das vacas11:07 Ensino à distância11:53 Gazeta do povo12:12 EUA,...

Operação Iceberg: Análise da Sala 57

Operação Iceberg: Análise da Sala 57

Daniel Silveira expõe o rumo místico e espúrio do movimento; oração do santuário. Novo livro da CPB "Inteligência Espiritual". Update no cenário do misticismo adventista - Enfrentai-o #sala57 #oracaodosantuario 0:00 Abertura 3:24 Misticismo no livro Inteligência...

Como a China quase se tornou um nação guardadora do sábado

Como a China quase se tornou um nação guardadora do sábado

por Leon J. Lyell. Original https://www.biblesabbath.org/tss/492/tss_492.pdf No sul da China no final da década de 1840, surgiu um tipo único de cristianismo - o Movimento Taiping. Milhões aceitaram sua liderança, mas missionários "cristãos" estrangeiros a rejeitaram....

Anciãs, por que não?

Anciãs, por que não?

1º. Na criação, Deus estabeleceu o homem como cabeça e a mulher como auxiliadora (Gn 2.18/Ef 5.23). Como pode uma mulher ser cabeça na igreja e auxiliadora em casa? 2º. No Antigo Testamento, a liderança do povo de Deus era formada de Anciãos e Sacerdotes, não de...

Daniel 1:8 e a Vacina

Daniel 1:8 e a Vacina

Composição, arranjo e Gravação: Tico Rodrigues Daniel 1:8 Daniel, porém, propôs no seu coração não se contaminar com a porção do alimento do rei, nem com o vinho que ele bebia; portanto pediu ao chefe dos eunucos que lhe concedesse não se contaminar. EGW Há muitos...

Campos de Reeducação à Vista

Campos de Reeducação à Vista

Essas imagens abaixo são do mais novo campo de concentração da Argentina, que a elite papal chama de "centros sanitários de covid" e estão em todo o mundo. Meu amigo, só é enganado quem tem problemas mentais. Você se lembra das tendas que montaram no começo desse...

Erton Köhler: próximo presidente mundial?

Erton Köhler: próximo presidente mundial?

Uma análise de sua presidência de perspectiva independente da América do Sul. Traduzido do inglês. 1 Timóteo 5:17 Os anciãos que governam bem sejam tidos por dignos de duplicada honra, especialmente os que labutam na pregação e no ensino.  Tito 1:7 Pois é necessário...

A Unção do Santíssimo é o Batismo de Jesus

A Unção do Santíssimo é o Batismo de Jesus

O Santíssimo não se refere só ao compartimento do tabernáculo, mas também a objetos e ofertas de expiação. A profetisa EGW arremata: A unção de Jesus cumpriu o “ungir o santo dos santos” da última parte de Daniel 9:24.

Yeadon e a Vacina

Yeadon e a Vacina

Ex-vice da Pfizer, artigo do LifeSiteNews traduzido, comparado com o falso resumo que circula nas redes.

Novidades MV Abril 2021

Novidades MV Abril 2021

Lago Azul, Sequestro, Pandemia, Consentimento e IATEC, Covid e o Tipo sanguíneo, DSA Stanley Arco, Quarta dos Milagres, EGW fake, Vax em SP, Viagem pesadelo, Transparência nos dízimos.

Castelo Forte de Lutero – Original 1551

Castelo Forte de Lutero – Original 1551

Música surreal (especialmente a parte em vozes). Acordes inspirados, diz EGW Tradução ao pé da letra, sem rimas em português. Publicado 17 de abril de 2021, dia dos 500 anos de Lutero em Worms. Falando do séquito que ia a Augsburgo em 1930: "Lutero, que os acompanhou...

Campanha Vivos e Mortos

Campanha Vivos e Mortos

Anúncio Youtube Caminho a Cristo grátis para não adventistas - Música áudio - cortesia do SonLight: as vozese piano são de outras pessoas. Pix CNPJ: 38.281.847/0001-64 Banco do Brasil Agência 0968-7 Conta Corrente 43.236-9 OMM, Chave Pix: CNPJ 38.281.847/0001-64 --...

Novidades MV Março 2021

Novidades MV Março 2021

01:38 Mel, Cozinha 2:17 Blog: Bosh  3:07 EGW fake 4:04 Arado 5:00 Telegraph 6:17 A contra-reforma da saúde 6:28 EGW Igreja Domiciliar 11:39 Voz sonífera 11:48 Autenticidade EGW 12:50 Bohr e Batchelor 14:09 Daisy Escalante 15:09 KJV "reprovará" 15:50 Lei dominical de...

Três Amigas e a Cloquinha

Três Amigas e a Cloquinha

2:22 Ir para o campo sem o homem? 4:30 Ainda dá tempo de ir para o campo? 10:07 Caso da Verônica 13:00 Reposição da B12 24:53 Patrícia recém conseguiu ir para o campo 28:39 O milagre do bicho da jabuticaba 30:06 Vânia: Livramento da cratera 32:27 Curso de Naturopatia...

Novidades MV Fevereiro

Novidades MV Fevereiro

Erratas BKJ, Washburn, Telegram pode sumir da loja, Iracy da Suíça, Terceiro Anjo 2, consentimento para vigiar fieis, Depoimento de Emanuel e Viviane, transparência nos dízimos.

A Entrevista de EGW a Washburn

A Entrevista de EGW a Washburn

Ele esteve em lá em 1888, e foi difícil ele mudar do lado errado para a luz. Confissão dele a EGW, e confissão de EGW a ele. Palavras da profetisa que não estão em seus escritos.

Três Amigas e os Sapos Fervidos

Três Amigas e os Sapos Fervidos

Vida no campo, como sobreviver? E quem não tem 'dinheiro muito'? Como lidar com o marido não convertido. O estado do mundo e Brasil quanto a v@**** Decreto dominical sendo preparado na sombra. Sapos fervidos, a água quente de uma vez seria a lei dominical do jeitinho...

A Exclamação “Credo”

A Exclamação “Credo”

Artigo adaptado do original na página Nomes Científicos Por que falamos 'credo' quando estamos com nojo ou espantados? Quando eu ministrava palestras de Educação Ambiental, comentava o problema de só evidenciarem a fofofauna nalgumas campanhas de preservação...

Versos Cantados para Baixar

Versos Cantados para Baixar

Coleção completa: Bíblia Melódica, Musibíblia, Versos para Cantar (Sonlight), Kelly Azevedo, Ricardo Oliveira e mais. Para usar direto no celular, a melhor forma é pelo canal do Telegram. Baixe o app Telegram no Playstore (Android) ou Apple Store, e em seguida aperte...

Anunciando o Alto Clamor

Anunciando o Alto Clamor

Justificação pela fé na linguagem de hoje. Essa uma mensagem que vai prevalecer, adequado para crianças também. Resumo do livro Anunciando o Alto Clamor, do ministério Lembra-te.

Erratas na BKJ

Erratas na BKJ

A norma é a KJV, King James Version em inglês, a não ser onde EGW o indica diferente, por exemplo o ladrão na cruz. A editora BV books tem feito um ótimo trabalho na tradução da KJV, mas a notificamos dos versos abaixo que ainda carecem de ajuste. Como muitos de vocês...

Três Amigas e a Vax

Três Amigas e a Vax

EGW “Em seus labores, cada obreiro tem que olhar para Deus. Devemos aprender como encontrar as pessoas aonde elas estão. Que tais condições não existam, que encontramos em alguns lugares quando retornamos à América, em que membros individuais de igreja, em vez de se...