EGW “Orar pelos doentes é algo extremamente solene, e não deveríamos começar esta obra de qualquer maneira. Deve ser feito um exame para ver se aquele que seria abençoado com saúde condescendeu com maledicência, alienação e dissensão. Semearam discórdia entre os irmãos e irmãs na igreja? Se essas coisas foram cometidas, deveriam ser confessadas, perante Deus e perante a igreja. Quando os erros foram confessados, os candidatos à oração podem ser apresentados perante Deus em seriedade e fé, como o Espírito de Deus atue sobre você.” SpM 6.1 (Spalding and Magan, coleção que está sendo traduzida pelo IAGE)

“Mas nem sempre é seguro pedir por cura (in?)condicional. Permita que suas orações incluam esse pensamento: “Senhor, Tu conheces todos os segredos da alma. Tu estás familiarizado com essas pessoas, pois Jesus seu advogado deu Sua vida por eles. Ele as ama mais do que nós o poderíamos fazer. Portanto se fora para a Tua glória e para o bem desses afligidos que eles voltem à saúde, pedimos em nome de Jesus que lhes seja dada saúde neste momento.” SpM 6.2

EGW “Deveríamos primeiro descobrir se o doente esteve retendo dízimos ou causou confusão na igreja.” HL 237.4 (Healthful Living)

EGW “Há entre os adventistas do sétimo dia pessoas que não darão ouvidos à luz a eles dada relativamente a essa questão. Fazem da carne parte de seu regime dietético. Sobrevêm-lhes doença. Enfermos e sofrendo em resultado de sua própria direção errônea, pedem orações dos filhos de Deus. Mas como pode o Senhor operar em seu favor quando eles não estão dispostos a fazer-Lhe a vontade, quando se recusam a dar ouvidos a Suas instruções no que concerne à reforma de saúde? {CRA 400.4}
Por trinta anos tem a luz sobre a reforma de saúde sido comunicada ao povo de Deus; muitos, porém, têm-na tornado objeto de zombaria. Têm continuado a usar chá, café, condimentos e alimento cárneo. Têm o corpo cheio de doenças. Como podemos nós, pergunto, apresentar tais pessoas ao Senhor para serem curadas?” — Carta 200, 1903{CRA 400.5} 
WhatsApp chat